Comissão irá acompanhar investigações sobre esquema de exploração sexualNotícia Anterior
Terça-feira será de sol entre poucas nuvens em MS, prevê InmetPróxima Notícia
Notícias

BRs 262 e 267 serão incluídas em processo de concessão à iniciativa privada em 2015

Espaçamento entre linhas+- ATamanho da fonte+- Imprimir esta notícia
BRs 262 e 267 serão incluídas em processo de concessão à iniciativa privada em 2015
Notícias relacionadas

Edson Giroto afirmou que privatização é importante para o desenvolvimento do Estado.

As BRs 262 e 267 em Mato Grosso do Sul serão incluídas em processo de concessão à iniciativa privada até o fim do ano de 2015, segundo o secretário executivo do Ministério dos Transportes Edson Giroto.

“Estamos discutindo a inclusão da BR-262, de Três Lagoas a Campo Grande e da BR-267, de Nova Alvorada do Sul até Presidente Epitácio para que entrem na nova leva de rodovias que serão concessionadas, para que possam ter uma empresa privada e iniciar o processo de duplicação, que nós entendemos que é importante para o desenvolvimento do estado”, disse.

De acordo com o secretário, as rodovias são consideradas importantes corredores de escoamento para a BR-163. O processo adotado para a concessão da rodovia será o modelo de gatilho.

Giroto explicou que no modelo de gatilho o cronograma varia de acordo com o fluxo de veículos e potencial perigo aos usuários da via. O fluxo é medido a cada 50 quilômetros da rodovia e quando, dentro desse trecho, o número de veículos que transitam começar a oferecer perigo, é feito a obra, conforme explicou o secretário executivo.

Além das concessões, licitações de manutenções rápidas e corretivas devem ser abertas para atender todas as rodovias federais do estado, exceto a BR-163, concedida a iniciativa privada. Giroto já havia anunciado o programa de recapeamento, que tem investimento de R$ 1,5 bilhão, e que prevê obras de manutenção, restauração, pavimentação, sinalização, entre outras melhorias nas rodovias.

Outra medida prevista para o ano de 2015 é a conclusão do projeto do processo licitatório da BR-419, entre Aquidauana e Rio Verde de Mato Grosso. De acordo com Giroto, com o investimento, que já está no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), será “criado um novo corredor de desenvolvimento e exportação”. O investimento previsto varia entre em R$ 800 milhões a R$ 1 bilhão.

Correio do Estado

0 Comentários

Sem Comentários Esta postagem ainda não tem comentários

Comente agora, seja o primeiro!

Mas você pode ser o primeiro a deixar um comentário !

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *