Receita paga hoje lote residual do Imposto de RendaNotícia Anterior
Consumidor de MS vai continuar pagando mais pela energia elétricaPróxima Notícia
Notícias

Feriado de Carnaval derruba movimento e postos adiam reajuste na gasolina

Espaçamento entre linhas+- ATamanho da fonte+- Imprimir esta notícia
Feriado de Carnaval derruba movimento e postos adiam reajuste na gasolina
Notícias relacionadas

Preço do litro da gasolina gira em torno de R$ 3,489, na manhã desta quarta-feira.

Mesmo com a decisão de um novo preço médio, determinado pelo Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária), para vigorar desde a segunda-feira (16), os postos de Campo Grande não aumentaram o valor do litro da gasolina, que gira em torno de R$ 3,489, na manhã desta quarta-feira (18).

Como o movimento nas ruas está tímido em função do Carnaval, os postos devem reajustar o preço somente nos próximos dias, conforme o estoque termine, segundo o funcionário de um posto da região norte da cidade.

O PMPF (Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final) é parâmetro para a cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), retido pela Petrobras na venda dos combustíveis aos postos de gasolina. Em Mato Grosso do Sul, conforme a nova tabela, o litro da gasolina pode custar R$ 3,5848 ao cliente.

Para o diesel, o preço médio ponderado do litro é R$ 3,0963. No entanto, alguns postos cobram até R$ 0,09 a mais. Dos dez postos visitados pela reportagem nesta manhã, quatro cobram mais de R$ 3,189. Mas quem faz pesquisa, encontra postos que cobram, no máximo, R$ 3,029 pelo litro do diesel.

No posto da rede Bonatto, localizado na avenida Via Parque, consumidores fazem fila nesta manhã para aproveitar um dos menores preços. O litro sai por R$ 3,222. A oferta atraiu o pedreiro Valdeci Bernardo, 40 anos. Ele aproveita a promoção, mas lamenta a alta dos impostos que já pesa no orçamento.

“Há alguns meses eu enchia o tanque da minha moto com R$ 35. Depois, passei a por R$ 50 para rodar durante o mês, mas agora esse valor já não está dando para o mês inteiro. Então, eu faço questão de procurar o posto com preço menor”, comentou Valdeci, referindo-se ao aumento dos preços em função da elevação do PIS (Programa de Integração Social) e da Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social), que correspondeu a R$ 0,22 por litro da gasolina e R$ 0,15 por litro do diesel, a partir do dia 1º de fevereiro.

Além disso, a Petrobras aumentou o preço da gasolina em 3% e do diesel em 5%, em novembro de 2014. Naquele mês, o preço médio da gasolina ainda era R$ 2,999 por litro e o diesel estava em R$ 2,70.

CG News

0 Comentários

Sem Comentários Esta postagem ainda não tem comentários

Comente agora, seja o primeiro!

Mas você pode ser o primeiro a deixar um comentário !

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Economia

Em palestra na Expo Paraguai-Brasil, Longen reforça viabilidade do Indústria Sem Fronteiras

Em palestra na Expo Paraguai-Brasil, Longen reforça viabilidade do Indústria Sem Fronteiras   0

Em palestra realizada nesta terça-feira (24/10), durante a 9ª edição da Expo Paraguai-Brasil, em Assunção, capital do Paraguai, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, destacou o projeto Indústria Sem Fronteiras, [...]