Bisping acredita que choro de Cormier tornou a vingança de Jones Notícia Anterior
Deputado Dr. Paulo Siufi cobra de Governo repasse de R$ 5 milhões à Santa CasaPróxima Notícia
Notícias

Previsão do Tempo ,
0 C

Marun comemora vitória do Governo, após arquivamento de denúncia contra Temer

Espaçamento entre linhas+- ATamanho da fonte+- Imprimir esta notícia
Marun comemora vitória do Governo, após arquivamento de denúncia contra Temer

Antes mesmo da Câmara dos Deputados iniciar a votação da denúncia por crime corrupção passiva contra o presidente Michel Temer, o deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS), já contabilizava a vitória com a base governista. Após sessão tensa que durou quase 13 horas, a acusação foi arquivada pelo voto de 263 parlamentares.

Com o plenário lotado, o deputado Marun, ao dar seu voto, ressaltou seu apoio ao presidente Temer. “Porque confio na inocência do presidente, acredito que ele está governando bem o Brasil e pelo relatório não ter provas que o comprometam, digo sim”, votou o deputado.

Marun disse que o resultado da votação foi em conformidade com o que o governo pensava e deixou claro que o parlamento não aceita nenhum tipo de denúncia frágil. “Nós conseguimos o quórum necessário e tivemos votos mais do que suficientes para arquivar essa acusação nefasta. Votei por um governo que está fazendo de tudo para o país avançar. Essa denúncia fraca não tinha nenhuma prova de ato ilícito praticado pelo presidente”, disse o peemedebista.

Outro ponto destacado pelo vice-líder do PMDB na Casa foi a incompetência na denúncia. “O presidente foi acusado de ter recebido dinheiro da JBS em uma mala. Roubaram o carro do meu cunhado em uma cidade no interior do Rio Grande do Sul. Ele registrou queixa e a polícia achou o veículo, mas não o apreendeu. Colocaram um chip no carro e prenderam a quadrilha. A operação contra o presidente é controlada pela Polícia Federal e não conseguiram seguir uma simples mala?”, indagou Marun.

Plenário

A sessão começou com a defesa do parecer aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do relator, deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que recomendava o arquivamento da denúncia. Em seguida, o advogado de Temer, Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, subiu à tribuna da Câmara para defender o presidente.

A fase de debates foi marcada por discussões tensas entre os deputados e obstrução da oposição. “O governo foi atrás de parlamentares indecisos para garantir quórum e arquivar a denúncia que estava prejudicando o Brasil. A oposição, que não chegou nem perto de ter os votos necessários para dar prosseguimento à denúncia, achou que atrasaria o trâmite, mas não viu que estava atrapalhando o país, prolongando a crise e impedindo que reformas importantes sejam aprovadas”, observou o deputado.

Ainda de acordo com o deputado, a partir de agora, a base aliada vai correr atrás do tempo perdido. “O resultado da votação nos fortaleceu e foi uma prova de confiança dos parlamentares no governo. Estamos conscientes que temos grandes responsabilidades pela frente para que o Brasil continue crescendo”, finalizou Marun.

marun-temer

0 Comentários

Sem Comentários Esta postagem ainda não tem comentários

Comente agora, seja o primeiro!

Mas você pode ser o primeiro a deixar um comentário !

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *