Viagem à China é “sucesso absoluto”, diz TemerNotícia Anterior
Próxima Notícia
Notícias

Marun quer “saber a verdade”

Espaçamento entre linhas+- ATamanho da fonte+- Imprimir esta notícia
Marun quer “saber a verdade”
Escolhido como relator da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da JBS, o deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) deu seu recado aos parlamentares que reagiram à sua escolha: “Não me sinto constrangido em ser o relator pelo fato de ser aliado do presidente Temer. Muito menos, impedido de assumir a relatoria. Vou agir como sempre fiz em minha vida pública: com coragem, firmeza e justiça”, disse o vice-líder do PMDB na Câmara. 
 A comissão mista (da Câmara e do Senado) foi instalada na última semana, e terá como foco investigar os empréstimos obtidos pelo grupo J&F, que controla a JBS, ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e, ainda, apurar as condições em que foi firmado, no âmbito da Operação Lava-Jato, o acordo de colaboração premiada entre os executivos da companhia e o Ministério Público Federal.
 Além da relatoria de Marun, a CPMI conta ainda com duas sub-relatorias. Uma, a cargo do deputado Delegado Francischini (SD-PR), se dedicará às delações e aos contratos com o BNDES; a outra, conduzida pelo deputado Hugo Leal (PSB-RJ), se ocupará das questões fiscais, previdenciária e agropecuária.
 Marun ressaltou que o poder de investigação das comissões de inquérito foi ampliado com a edição da Lei 13.367, sancionada em dezembro de 2016. “Agora os parlamentares podem pedir à justiça até a apreensão de materiais sempre que houver sérios indícios da origem ilícita de bens”, destacou o peemedebista.

Reforma da Previdência
 Em seu primeiro mandato, Marun presidiu a Comissão Especial que discutiu a reforma da Previdência (PEC 287/16), tema marcado por polêmicas, sobretudo por repercutir diretamente na vida de milhões de brasileiros. A maneira como se comportou a frente de importante trabalho, Marun credita sua escolha como relator da CPMI da JBS. “Sem dúvida, a forma séria e equilibrada com que conduzi a comissão da Reforma da Previdência tem grande parte na confiança depositada em meu nome para assumir essa outra  importante missão”, disse Marun.
maruncpmi

0 Comentários

Sem Comentários Esta postagem ainda não tem comentários

Comente agora, seja o primeiro!

Mas você pode ser o primeiro a deixar um comentário !

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *