Produção industrial sobe e registra melhor abril desde 2013Notícia Anterior
Safrinha de milho evolui bem, mas excesso de chuva em algumas regiões de MS preocupa, diz entidadePróxima Notícia
Notícias

PIB do Brasil supera países vizinhos e europeus

Espaçamento entre linhas+- ATamanho da fonte+- Imprimir esta notícia
PIB do Brasil supera países vizinhos e europeus

Depois de dois anos da mais grave recessão da história, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil no primeiro trimestre avançou 1% e deixou no passado sua pior crise econômica. Com o resultado, o País ficou em posição de destaque se comparado às taxas de crescimento trimestral no resto do mundo.

Entre os países de América Latina, o crescimento do Brasil foi superior ao PIB trimestral do Chile (+0,2%), Colômbia (-0,2%) e Paraguai (-0,3%), de acordo com os levantamentos mais recentes.

No primeiro trimestre, o resultado positivo da economia brasileira foi influenciado, principalmente, pelo expressivo resultado do setor agrícola. Esse desempenho veio acima do esperado tanto pela equipe econômica quanto pelos analistas econômicos, em meio a um cenário de queda nos juros e na inflação.

Maiores economias

Ainda nas Américas, o crescimento brasileiro superou a taxa trimestral de economias importantes como a do México (+0,7%) e Canadá (+0,9%) e ficou muito próxima ao PIB norte-americano no período, que foi revisado para uma alta de 1,2%.

Em relação à Europa, o avanço de 1% da economia brasileira foi maior que o PIB trimestral da Alemanha (+0,6%), Espanha (+0,8%), Reino Unido (+0,2%), França (+0,4%). A média de crescimento da Zona do Euro foi de 0,5%.

Já em relação aos países asiáticos, o Brasil ultrapassou o crescimento da Coreia do Sul (+0,9%), o país insular Taiwan (+0,94%), Japão (+0,7%) e Hong Kong (+0,7%), que é uma região administrativa especial da república chinesa.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Trading Economics
pib

0 Comentários

Sem Comentários Esta postagem ainda não tem comentários

Comente agora, seja o primeiro!

Mas você pode ser o primeiro a deixar um comentário !

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *