Nelsinho suspende atividades de campanha até domingo e viaja para velório de CamposNotícia Anterior
PSB nacional não vai se posicionar ainda sobre condução do processo eleitoralPróxima Notícia
Notícias

PMDB irá reavaliar apoio na disputa presidencial, diz Marun

Espaçamento entre linhas+- ATamanho da fonte+- Imprimir esta notícia
PMDB irá reavaliar apoio na disputa presidencial, diz Marun
Notícias relacionadas

Marun ressaltou que substituto de Campos não irá receber apoio do PMDB de MS de forma automática (Foto: Divulgação).

O deputado estadual Carlos Marun (PMDB), uma das principais lideranças do partido em Mato Grosso do Sul, afirmou que a legenda terá que reavaliar o apoio na disputa presidencial, já que havia um consenso em torno do nome de Eduardo Campos (PSB), no entanto com a morte do ex-governador de Pernambuco, deve começar novas discussões sobre este assunto.

“Estamos completamente sem saber o que fazer, nós acreditávamos no projeto do Eduardo Campos, que nos convenceu que era a melhor opção para o país, este apoio não será dado de forma automática ao seu substituto, teremos que reavaliar esta situação”, ressaltou ele.

O peemedebista adiantou que o nome de Marina Silva, candidata a vice de Campos, não tem a mesma adesão no PMDB, já que se trata de projetos diferentes. “Se ela for escolhida, esta questão deve ser melhor trabalhada, com diálogo sobre suas propostas e até uma visita da ex-ministra a Campo Grande”, apontou ele.

Marun lembrou que a parceria com Eduardo Campos havia juntado o “útil ao agradável”, já que além de contar com o apoio do PSB no Estado, também houve uma adesão as propostas e programa de governo de Campos. “Temos que esperar as definições da coligação do PSB nacional, para depois nos reunirmos e avaliarmos a situação”.

O deputado não descartou inclusive novas discussões sobre um possível apoio a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) e até ao senador Aécio Neves (PSDB). “Agora tudo é possível, não podemos descartar nada”.

Marun ressaltou que esta discussão no partido só deve começar a partir de segunda-feira (18), já que a tragédia com Eduardo Campos ainda é muito recente. O candidato ao governo estadual, Nelsinho Trad (PMDB), também ressaltou que que estava em luto e ainda não tinha cabeça para discutir esta situação. Ele já revelou que vai ao velório do ex-governador, em Recife (PE).

CG News

0 Comentários

Sem Comentários Esta postagem ainda não tem comentários

Comente agora, seja o primeiro!

Mas você pode ser o primeiro a deixar um comentário !

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *