Confira o que abre e fecha na semana do Natal em Campo GrandeNotícia Anterior
Corumbá pode ser 1ª cidade de MS a ter caso de zika vírus confirmadoPróxima Notícia
Notícias

Noticia em Tempo Real

Policiais rodoviários federais em MS decidem pela greve, afirma sindicato

Espaçamento entre linhas+- ATamanho da fonte+- Imprimir esta notícia
Policiais rodoviários federais em MS decidem pela greve, afirma sindicato
Notícias relacionadas

Assessoria da PRF não confirmou se a greve irá interferir na operação “Fim de Ano”, que iniciou nesta terça-feira. (Foto: PRF/ Divulgação).

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Mato Grosso do Sul rejeitaram a proposta do governo federal e decidiram pela greve, segundo nota divulgada pelo sindicato que representa a categoria. A decisão foi unanimidade em assembleia na terça-feira (22), conforme o Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais do estado (SINPRF/MS).

Os policiais estão em estado de greve a partir desta quarta-feira (23), segundo a assessoria do sindicato, o que siginifica que vão continuar cumprindo a carga horária de serviço até que a greve seja deflagrada. Para começo de janeiro de 2016 está prevista uma reunião nacional com os representantes dos sindicatos de cada estado para decidir quais ações serão realizadas durante a greve.

O G1 entrou em contato com assessoria de imprensa da PRF para saber se o estado de greve vai atrapalhar a operação de fim de ano nas rodovias federais, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

O resultado da assembleia local foi comunicado à federação nacional, que comandará a greve dos agentes em Mato Grosso do Sul. Os policiais rejeitaram a proposta feita pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) na última segunda-feira (21), que foi a mesma proposta feita no começo da campanha salarial.

O governo federal propôs à Federação Nacional dos Policiais Rodoviários (FENAPRF) aumento de 27,9% parcelado em quatro anos, sendo 5,5% em agosto de 2016, 6,99% em janeiro de 2017, 6,65% em janeiro de 2018 e 6,31% em janeiro de 2019.

A categoria afirma que a proposta de reajuste não compensaria nem as perdas inflacionárias do período. Outro ponto de insatisfação da categoria é que as demandas da reestruturação da carreira foram adiadas mais uma vez.

Do G1 MS

 

0 Comentários

Sem Comentários Esta postagem ainda não tem comentários

Comente agora, seja o primeiro!

Mas você pode ser o primeiro a deixar um comentário !

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Destaque

IPTU Premiado sorteou em Maracaju 2 Carros e 3 Motos

IPTU Premiado sorteou em Maracaju 2 Carros e 3 Motos   0

por Maracaju em Foco Na manhã desta quarta-feira 11-04 em frente ao Posto Central ocorreu o sorteio do IPTU Premiado que visou contemplar com prêmios os contribuintes que pagaram o tributo [...]

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner