Vetos serão a primeira prova de “fogo” de Azambuja na CCJNotícia Anterior
Manifestantes em MS desbloqueiam rodovias após protestos, diz PRFPróxima Notícia
Notícias

Segunda morte por dengue em 2015 é confirmada, diz Saúde em MS

Espaçamento entre linhas+- ATamanho da fonte+- Imprimir esta notícia
Notícias relacionadas

Mulher morreu a caminho de outro hospital em Dourados.

A segunda morte por dengue em 2015 em Mato Grosso do Sulfoi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde nesta quarta-feira (25). De acordo com o órgão, a mulher de 37 anos morreu em Paranhos, cidade a 456 quilômetros de Campo Grande.

A SES disse ao G1 que, no dia 12 janeiro, a mulher foi internada em um hospital da cidade com suspeita de dengue. A doença, segundo a secretaria, foi confirmada logo em seguida, em laboratório.
No dia 3 de fevereiro a vítima morreu quando estava a caminho de Dourados, pois, segundo a SES, o quadro da doença tinha se agravado, e ela precisava ser transferida para outra unidade de saúde. Já no dia 20 deste mês, um laudo médico confirmou que a morte foi causada pela dengue.

Conforme dados divulgados no boletim desta semana, são 1.577 novos casos da doença comparando com o último boletim. Ao todo são 3.947 notificações em todo estado neste ano.

De acordo com o relatório, 10 municípios estão em situação de alta incidência da doença: Iguatemi (815 notificações), Selvíria (221), Itaquiraí (512), Sete Quedas (122), Paranhos (135), São Gabriel do Oeste (222), Sonora (116), Brasilândia (45), Naviraí (174), e Chapadão do Sul (71).

Alerta

Aos primeiros sintomas da dengue, a recomendação do Ministério da Saúde é que a pessoa procure o serviço de saúde mais próximo e não tome medicamentos por conta própria. Quem se automedica, pode mascarar os sintomas e, com isso, dificultar o diagnóstico.

Para evitar a proliferação do mosquito, é importante que a população verifique o adequado armazenamento de água, acondicionamento do lixo e a eliminação de todos os recipientes sem uso que possam acumular água.

Do G1 MS

0 Comentários

Sem Comentários Esta postagem ainda não tem comentários

Comente agora, seja o primeiro!

Mas você pode ser o primeiro a deixar um comentário !

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *