Campo Grande terá o 'Réveillon da Família' na praça do RádioNotícia Anterior
Mega-Sena da Virada tem prêmio estimado em R$ 240 milhõesPróxima Notícia
Notícias

Shoppings e Centro prometem descontos de até 70% em liquidações

Espaçamento entre linhas+- ATamanho da fonte+- Imprimir esta notícia
Notícias relacionadas

Passado o Natal e o dia oficial de troca de presentes, está aberto o tão esperado período de liquidações em shoppings e no Centro de Campo Grande. Já nesse fim de semana, lojistas prometem oferecer até 70% de desconto em vários produtos, com o intuito de reforçar as vendas e limpar os estoques.

O shopping Bosque dos Ipês saiu na frente e desde ontem as vitrines estão recheadas de liquidações, que oferecem entre 50% e 70% de desconto. Zara, Marisa, Renner, Riachuelo, Siberian e Walmart são umas das marcas que aderiram a promoção. No Walmart, por exemplo, uma árvore de Natal de 1,8 metros que custava R$ 149 agora custa R$ 50.

No shopping Campo Grande, a liquidação começa amanhã (28) e segue até o dia 31 de dezembro. O Bazar Pós-Natal promete oferecer descontos de até 70%. Capodarte, Jogê, La Belle, Via Veneto, Ama Acessórios, M. Officer, Le Postiche são algumas das lojas que participam da liquidação.

Entre as promoções, o shopping afirma que sapatos Capodarte de R$ 329,90 estarão por R$ 99,90; camisola Jogê de R$ 99,90, por R$ 39,90; polos listradas Via Veneto, de R$ 238,00, por R$ 99,00. Além disso, grandes lojas como Casas Bahias estão com liquidação em todas as suas unidades.

No Centro, as promoções também já estão nas vitrines. Muitas lojas adotam a pratica de estabelecer um preço único para todas as peças da loja. Hoje, as lojas voltam a atender em horário normal, das 8h às 18h, mas no dia 31 abrem só até às 16h.

Dicas – Dez entre dez economista recomendam não gastar mais do que tem, o que significa não fazer dívidas que não pode pagar. Além disso, é importante sempre lembrar de não comprar por impulso e antes de passar no caixa, responder as perguntas, eu preciso disso, eu vou usar isso e eu tenho condições de pagar.

Outra dica é ficar atento aos defeitos, e caso tenha, pedir para que venha discriminado na nota fiscal. Já os produtos que apresentarem defeitos, o fornecedor tem 30 dias para resolver a pendência e caso não faça, o cliente pode exigir a troca de mercadoria ou o dinheiro de volta.

CG News

0 Comentários

Sem Comentários Esta postagem ainda não tem comentários

Comente agora, seja o primeiro!

Mas você pode ser o primeiro a deixar um comentário !

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Economia

Em palestra na Expo Paraguai-Brasil, Longen reforça viabilidade do Indústria Sem Fronteiras

Em palestra na Expo Paraguai-Brasil, Longen reforça viabilidade do Indústria Sem Fronteiras   0

Em palestra realizada nesta terça-feira (24/10), durante a 9ª edição da Expo Paraguai-Brasil, em Assunção, capital do Paraguai, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, destacou o projeto Indústria Sem Fronteiras, [...]