Woodbury Common: Um lugar que leva o conceito de shopping outlet a um outro nívelNotícia Anterior
Cia. das Artes leva mundo mágico dos palhaços a sete municípios com patrocínio do FIC/MSPróxima Notícia
Notícias

Último dia: Ponte do Brooklyn uma das mais famosas do mundo

Espaçamento entre linhas+- ATamanho da fonte+- Imprimir esta notícia
Último dia: Ponte do Brooklyn uma das mais famosas do mundo
Notícias relacionadas

Após um longo e exaustivo dia de compras, mas também muito prazeroso, em Woodbury Common. Hoje fechamos nosso roteiro conhecendo um dos pontos mais procurados pelos turistas em Nova York: o Brooklyn Bridge. Dificilmente você poderá dizer que conhece realmente a cidade de Nova York se nunca atravessou a Brooklyn Bridge. O lugar é incrível e possui uma vista extremamente privilegiada de Manhattan. E a melhor forma de aproveitar este passeio é caminhando pela ponte, nesse percurso é possível admirar as maravilhosas vistas sobre a baixa de Manhattan, Governor’s Island, a Estátua da Liberdade e o Brooklyn Bridge Park. Além deste ponto turístico, iremos a outros cinco lugares, uma mistura de cultura, história e gastronomia.

– Brooklyn Bridge: A icônica “New York and Brooklyn Bridge” liga os distritos de Manhattan e o Brooklyn, foi construída em 1869 e finalizada 14 anos depois, sendo uma das maiores pontes de suspensão dos EUA.

Curiosidade: poucos dias após sua inauguração, para afastar um boato de que a Brooklyn Bridge era insegura, um circo fez sua publicidade atravessando a ponte com um desfile de 21 elefantes.

– The Woolworth Building: É mais um dos famosos arranha-céus da cidade, com 57 andares e 241m de altura, mesmo passado quase cem não de sua construção, ocupa o cargo de um dos mais altos da ilha.

– City Hall: A sede do conselho municipal da cidade é considerada a mais antiga do País ainda em funcionamento, que abriga o gabinete do Prefeito e o plenário do Conselho Municipal.

– Chelsea Market: Uma praça de alimentação fechada que ocupa dois quarteirões, onde antigamente era a fábrica da Nabisco, e também onde a bolacha clássica americana oreo foi inventada. Com opções desde um simples café até os mais elaborados pratos.

– High Line Park: É um parque linear e suspenso de 2,5km que foi construído em 2009 em uma antiga via férrea da cidade. Há 8m de altura, o parque atravessa 3 famosos bairros, o Meatpacking, West Chelsea e o Hell’s Kitchen/Clinton.

Antigamente a região era repleta de indústrias, onde atualmente abrigam galerias de arte, studios de design e museus.

– Flatiron Building: Em seu estilo único, uma coluna grega clássica, se comparado aos outros arranha-céus de Manhattan, deu-se esse nome por sua forma lembrar um ferro de passar roupa.

Então, gostaram do roteiro? Espero que sim! Porque este foi o último post do “Conhecendo Nova York”, em sete dias. Pra mim compartilhar com você , leitor do FalaMS, a minha experiência nesta cidade foi um imenso prazer, porque amo falar de NY, na verdade considero-a minha segunda casa, aliás ela será por alguns anos. Aqui busquei apresentar, de uma maneira informal, prática e divertida, a minha vivência por lá, mas não tenha esse roteiro como guia definitivo, é sempre importante pesquisar bastante, pois Nova York, como muitos dizem,  é a única cidade que fica ligada 24 horas e que possui uma alta energia que não se encontra em nenhuma outra cidade dos EUA. Então, vale muito a pena conhecer cada cantinho desse paraíso. Mas não me despeço definitivamente, pois estarei produzindo roteiros específicos como; “Nova York com crianças”, “A noite em Nova York” e “Restaurantes em Nova York”. Não perca e até o próximo!

Margue Nabrink

 

0 Comentários

Sem Comentários Esta postagem ainda não tem comentários

Comente agora, seja o primeiro!

Mas você pode ser o primeiro a deixar um comentário !

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Conhecendo Nova York

Mapa um instrumento indispensável, confira essas dicas!

Mapa um instrumento indispensável, confira essas dicas!   0

Locais importantes de Manhattan. A dúvida é sempre constante  de quem chega a cidade, se uma região fica longe de outra, se aquele “bairro” é bem localizado, se é perigoso andar [...]